em

Que silêncio é esse?

Um domingo incomum em Tabocas do Brejo Velho

(Foto: Adamy Gianinni/Seutec Studio)
(Foto: Adamy Gianinni/Seutec Studio)

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), anunciou no dia 28 de fevereiro que as medidas restritivas serão estendidas por mais 48 horas em todo o estado, com exceção das regiões oeste, norte e nordeste. Tabocas do Brejo Velho não foi alcançada pelo decreto estadual por estar localizada no oeste do Estado, mas no dia 26 de fevereiro, o prefeito Flávio da Silva Carvalho (PP), decretou lockdown em todo o município.

Por incrível que pareça, domingo amanheceu sem missa. Um silêncio anormal na cidade e muita movimentação da Guarda Municipal acompanhada pela Polícia Militar, outra cena incomum que não apurei e não posso confirmar nada, porém suspeito que seja o motivo do silêncio nas ruas. Nenhuma moto com escapamento barulhento, nenhum som automotivo, nenhuma música na casa de alguém, nem gritos de crianças pude ouvir. Onde eu estou mesmo? Tabocas em silêncio?

As aulas de história da faculdade me fez refletir sobre algumas crises sanitárias do passado como a Peste Negra (século XIV), Gripe espanhola ou gripe americana (entre os séculos XIX e XX), eu ficava imaginando a dificuldade de lidar com epidemia, pandemia, com vírus mortais naquela época sem a tecnologia que temos hoje e de repente, estamos vivendo uma situação parecida ou pior, mesmo dispondo de tecnologias avançadas, mesmo com o avanço da ciência e da medicina.

Nunca imaginei que fosse ficar numa prisão sem grades. Já algumas vezes em relacionamentos, mas não em questão de saúde pública. Uma coisa invisível mudou completamente a nossa forma de viver e de conviver com as pessoas, ninguém será o mesmo depois que isso tudo passar. Pena que não vai fazer diferença para a conscientização de muitas pessoas, alguns negacionistas, conspiradores e ignorantes. Gostando ou não, todos nós somos obrigados a seguir as regras, fazer a nossa parte, contribuindo para evitar a propagação do vírus.

Adamy Gianinni

Jornalista, empresário, blogueiro, fotógrafo, universitário, profissional de TI e Flamenguista ❤. Apaixonado por mídia, fotografia e tecnologia, CEO da Seutec Inc. e editor-chefe da Folha Geral.
contato@adamy.jor.br / adamy@folhageral.com.br

Deixe sua opinião

(Foto: Montagem/Adamy Gianinni)

Não basta apenas nota de repúdio

(Imagem de Ada K por Pixabay)

Uma noite de angústias