em

O discurso de ódio está dominando a internet

É bom revermos nossos conceitos

Ilustração. Foto: Pixabay

Desde que começou essa alusão desenfreada à extrema direita que percebi o crescimento do discurso de ódio na internet, principalmente nas redes sociais. Os gritos desesperados de uma parcela que sofre com a ignorância da falta de estudos clamam por “punição com morte” para os criminosos, além de outras violações de direitos humanos. Essa parcela de pessoas sem noção de história, acreditam que é matando bandido que se combate à criminalidade.

Mas, pera aí! E quem mata também não é criminoso?

A criminalidade se combate combatendo a desigualdade social. Educando os jovens e adolescentes. Criando oportunidades para os habitantes de favelas e periferias. A violência se combate com amor. Porque violência só gera violência!

Muitos desejam a morte de criminosos porque são pessoas distantes deles, mas se algum criminoso fosse membro da sua família, um irmão, um pai ou uma mãe, seria diferente. A final de contas, qual ser humano desejaria a morte da sua própria mãe mesmo ela sendo uma das piores criminosas? Há quem deseja, mas não é uma coisa normal. Desejar a morte de outro só porque cometeu um grave delito não é a solução e nem atitude de gente inteligente.

O criminoso também é um ser humano, porém infrator que merece ser punido dentro dos limites da legalidade. Matar bandido não vai reduzir a criminalidade e nem acabar com o problema. Enquanto morre um, dez entram no crime por causa da miséria da desigualdade social causada pelo capitalismo que é nada mais do que “uns ter mais do que outros”, acumular riquezas, deixando a conta bancária gorda enquanto muitos pobres passam forme e ainda são obrigados a pagar tantos impostos.

Se pararmos para pensar: “todos nós somos criminosos”. Sim. Criminosos de leves delitos aos mais graves. Todos os dias pessoas agem de má fé no emprego visando subir de cargo. Pessoas recebem salários como laranjas. Pessoas furam filas; jogam lixo na rua; faz ultrapassagem perigosa; etc… tudo isso, mesmo você achando exagero é crime. E crime é praticado por criminoso. Então se pensarmos como esses psicopatas da direita, todos nós merecemos morrer.

Quem é santo que atire a primeira pedra!

Então é bom revermos nossos conceitos. As vezes a gente critica algo e depois acaba fazendo aquilo que foi alvo da nossa própria crítica, nos tornando verdadeiros “hipócritas!”.

*Os comentários não representam a opinião do blogue, a responsabilidade é do autor da mensagem. Antes de comentar, leia os Termos e Condições de Uso.

Deixe sua opinião

CNBB. Foto: Divulgação

O governo Bolsonaro agora quer monitorar os bispos da Igreja Católica

O ministro da Justiça, Sergio Moro, chega à Câmara dos Deputados para reunião com a Frente Parlamentar de Segurança Pública para detalhar a proposta de Lei Anticrime

Sérgio Moro muda de opinião sobre caixa 2