em

Cuidado com o excesso de exposição nas redes sociais

Postagens comprometedoras podem prejudicar sua vida pessoal ou profissional no futuro

(Imagem ilustrativa/Freepik)

Conheço muitas pessoas que costumam dizer: “a rede social é minha, posto o que eu quiser”. Porém, não é bem assim. A liberdade de expressão tem limites e não podemos ultrapassar esses limites. Mas, não é sobre liberdade de expressão que vou falar e sim de excesso de exposição.

O aniversário do filho, a adoção de um filhote de cachorro, um jantar romântico, e etc. Diversos momentos marcam a nossa vida diariamente e alguns deles compartilhamos com os amigos das redes sociais. Não há nenhum problema nisso desde que não seja algo comprometedor, íntimo ou que venha prejudicar no futuro.

Empresas monitoram as redes sociais, os perfis das pessoas e buscam saber seus valores, objetivos, comportamento…  e uma foto ou um comentário pode ser comprometedor na hora de se candidatar a uma vaga de emprego ou em diversas situações do cotidiano.

Trabalho com mídia há sete anos e já perdi a conta da quantidade de modelos e famosas que entraram em contato comigo (e entram até hoje) solicitando a remoção de fotos de ensaios sensuais que fizeram no passado e hoje estão sendo prejudicadas tanto na vida pessoal quanto na profissional.

(Imagem ilustrativa/Freepik)
(Imagem ilustrativa/Freepik)

Excesso de exposição é postar tudo que você quiser (intimidade, familiares, vida pessoal ou profissional), sem pensar se realmente é necessário e nas consequências. Eu por exemplo não posto foto da minha família, nem de parentes, nem de amigos (exceto em algumas ocasiões, eventos, festas), mas nunca posto foto com meus pais e irmãos, não por vergonha ou orgulho, mas por questão de privacidade e segurança. Até mesmo porque trabalho com mídia e não posso ficar expondo tudo da minha vida pessoal. Inclusive uso minhas redes sociais apenas para trabalho e nada mais.

Acho ridículo quando alguém faz um desabafo nas redes sociais expondo uma situação íntima ou familiar. Pior ainda quando alguém abusa na exposição de crianças, principalmente recém-nascidos. Família é sagrada e alguns momentos não devem ser expostos publicamente.

Por tanto, tenha cuidado com o que você posta nas redes sociais. Somos monitorados por empresas, governos e pessoas mal-intencionadas o tempo todo. O excesso de exposição faz de você um alvo fácil para hackers que podem usar esses dados para invadir suas redes sociais, contas bancárias, conhecer seus familiares, entre outras práticas ilícitas.

O que a gente posta nas redes sociais nem sempre pode ser apagado. Há scripts fazendo cópia de informações na internet constantemente, além de outros sites replicarem conteúdos o tempo todo, inclusive de redes sociais. Apagar uma postagem vai removê-la da rede social, mas não significa que foi ou será removida da internet.

Como exemplo o caso de uma jovem que postou uma foto quase nua no Instagram e depois removeu. Meses depois ela encontrou a mesma foto em sites de conteúdo adulto, ou seja, é impossível remover essa imagem da internet. Alguém mal-intencionado tem essa foto guardada e sempre vai postá-la novamente. Não significa que todos os casos serão assim, mas todo cuidado é pouco. Se for para se arrepender e remover posteriormente, é melhor não postar. Ou melhor ainda pense bem antes de postar qualquer coisa na internet.

Não existe privacidade na internet.

Esqueça esse mito!

Adamy Gianinni

Jornalista, empresário, blogueiro, fotógrafo, universitário, profissional de TI e Flamenguista ❤. Apaixonado por mídia, fotografia e tecnologia, CEO da Seutec Inc. e editor-chefe da Folha Geral.
contato@adamy.jor.br / adamy@folhageral.com.br

Deixe sua opinião

(Foto: Divulgação)

Municípios baianos não estão sendo transparentes com gastos no combate à Covid-19

O senador Flávio Bolsonaro durante sessão que aprovou MP que autoriza a participação de até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Justiça censura a Globo